Queda de cabelo.



Acido fólico na saúde
Por Marisa Ferreira

Conhecido popularmente como vitamina B9, o Ácido fólico é um dos nutrientes mais importantes para garantir o funcionamento adequado do organismo em geral, mas principalmente do couro cabeludo, isto porque, todas as vitaminas do complexo B agem diretamente no folículo capilar.
Parte do complexo B, a vitamina B9 agiliza o crescimento dos fios e pode ser uma solução nos casos de alopecia.
 A vitamina B9, em especifico, é considerada um estimulador, sendo responsável pela libertação de nutrientes dos alimentos. Estes nutrientes ajudam os folículos pilosos a deixarem os cabelos brilhantes e volumosos.
Outra contribuição do ácido fólico é a sua capacidade natural na prevenção de defeitos de nascença e neurais, e por isso são frequentemente prescritos medicamentos compostos de ácido fólico a gestantes
.


IMG_0691



Ácido fólico e o envelhecimento prematuro do cabelo
A deficiência de ácido fólico é a principal causa de envelhecimento precoce dos cabelos causando descoloração e aparência opaca- processo chamado de anemia megaloblástica, onde a produção de glóbulos vermelhos do sangue aumenta anormalmente. O consumo regular de ácido fólico ajuda a normalizar a produção das células vermelhas do sangue.

Quais são as fontes naturais de ácido fólico?
Todas as frutas cítricas, feijão, e todos os vegetais de folhas verdes como espinafre, couve, feijão verde, brócolos e pimentos, são fontes ricas de ácido fólico natural. Alguns outos alimentos são enriquecidos com este nutriente essencial como pães, cereais, arroz, massas, farinhas.

Qual é a dose ideal de ácido fólico.
Para adultos, a dosagem ideal de ácido fólico é de 5 mg por dia. O limite de consumo não deve exceder o limite de 10 mg por dia. No entanto, uma gestante, ou uma mãe em período de amamentação pode ingerir de 6 mg a 8 mg de ácido fólico todos os dias para o bem-estar geral. 

IMG_0690

Suplementos
É recomendado que as pessoas consumam, tanto o ácido fólico, como as outras vitaminas, A, E, D, C, zinco e magnésio, por meio de alimentos diários e não por cápsulas. Contudo, algumas pessoas não conseguem absorver determinadas substâncias. Nestes casos, aposta-se no uso de complexos vitamínicos. 
Assim como a maioria das vitaminas, o ácido fólico também pode ser ingerido dessa forma. Sozinho ou com outras substâncias, os suplementos podem ser indicados para quem apresenta um caso grave de alopecia ou deseja agilizar o crescimento dos fios. No entanto, isso requer sempre acompanhamento médico, porque o excesso de nutrientes no corpo, pode causar efeitos inversos e disfunção no organismo.
Perante a queda capilar, deve recorrer imediatamente a um médico especialista para identificar a causa do problema – pode ser hormonal, psicológico, genética, entre outros. Se for anemia ou falta de nutrientes, é possível recuperar com base numa alimentação saudável, excluindo bebidas alcoólicas e o tabaco.

Alerta
Não corra riscos, faça-se sempre acompanhar do conselho de um médico sobre a necessidade e a dose diária recomendada de ácido fólico. É importante saber que as medidas de prevenção e cuidado têm de ser adaptadas à idade, bem como à sua condição física.
E nunca é demais lembrar que o melhor conselheiro é sempre o médico especialista. Consulte-o.