O Banho do Bébe!

c86267447fb1ec8698233f4c38098900

O banho do bebé deve ser diário, sendo a hora ideal o final do dia, pelo efeito calmante que geralmente exerce e pela possibilidade da presença de ambos os pais. No entanto, se o banho tiver um efeito excitante, o bebé poderá tomar banho de manhã.
A duração do banho varia entre três a cinco minutos nos primeiros dias, alargando-se depois pouco a pouco, segundo a vontade do bebé, até 15 ou 20 minutos.


Siga estes passos:
O ambiente deve estar aquecido e sem correntes de ar.
A temperatura da água deve ser confortável ao toque (36-37ºC).
O material necessário para o banho deve ser preparado previamente, bem como uma muda de roupa completa.
Deve retirar jóias ou adornos que possam magoar o bebé e lave as mãos.
Deve remover qualquer resíduo de fezes antes de colocar o bebé na banheira.
Deve pegar com segurança no bebé: a cabeça deve ficar apoiada no seu antebraço e com a mão segurar bem o braço pela axila. Com a mão livre, apoie o rabinho e as pernas.
Lave primeiro com água limpa a cara (para saber como limpar os olhos, nariz e ouvidos, consulte os tópicos seguintes).
Utilize um gel indicado para o banho do bebé (pH neutro, sem detergente nem perfumes), em pequena quantidade.
Lave a cabeça, sem deixar escorrer água com sabão para os olhos. Ensaboe sempre da zona mais limpa para a mais suja, terminando nos genitais e rabinho.

No fim, deve passar o bebé por água limpa (enxaguar), evitando a permanência de resíduos de gel na pele.
Para limpar o bebé, deve utilizar uma toalha grande e macia.
Limpe com movimentos suaves sem esfregar a pele.
Seque primeiro a cabeça e tenha especial atenção às pregas cutâneas (pescoço, axilas e virilhas), para evitar irritações da pele.
Espalhe primeiro o creme nas suas mãos para o “aquecer”.
Aplique creme emoliente/hidratante em todo o corpo. Quanto mais seca estiver a pele maior é a probabilidade de surgirem lesões.
Depois de o cabelo estar seco pode penteá-lo, de preferência com uma escova macia ou um pente.

Limpeza dos olhos
É feita com água limpa no início do banho. No entanto, se o bebé apresentar secreções oculares (a produção de lágrimas ainda é escassa) e, sempre que necessário, pode limpar o olho com uma compressa embebida em soro fisiológico. Deve remover as secreções num movimento descendente. Se o problema persistir, deverá consultar o pediatra para avaliar a situação.

Limpeza do nariz
O nosso organismo tem mecanismos naturais para expulsar as secreções, por isso é normal os bebés espirrarem ocasionalmente. A limpeza do nariz deve ser feita com precaução e superficialmente, utilizando a ponta de um lenço de papel limpo. Se o bebé apresentar muitas secreções que os pais vejam dificultar a sua respiração, deve consultar o médico pediatra ou técnico de saúde para avaliar a situação.

Limpeza dos ouvidos
A cera é a secreção natural da pele, que lubrifica o canal do ouvido externo, é antisséptica e impede as poeiras e as impurezas de penetrar no tímpano. Limpe apenas a parte externa do ouvido do bebé com a toalha de banho ou um lenço de papel limpo.

Limpeza das unhas
Não corte as unhas do bebé nos primeiros dias de vida. Normalmente, estas têm uma pele que as revestem quase imperceptível e poderá, sem querer, fazer lesões nos dedos do bebé - deve utilizar uma lima de papel para as limar.
Idealmente, as unhas devem ser cortadas após o banho (pois estão amolecidas e o bebé mais calmo) ou durante o sono.
As unhas podem ser cortadas com um pequeno corta-unhas de bebé ou uma tesoura de bicos redondos, com uma periodicidade de sete a dez dias, de acordo com o seu crescimento.
As unhas devem estar sempre curtas, o que evita os arranhões na pele e ajuda a que se mantenham limpas.

Limpeza do umbigo
A desidratação do cordão umbilical leva à sua mumificação e queda entre a primeira e a segunda semanas de vida. É normal encontrar pequenas quantidades de sangue na fralda ou compressa durante a mumificação e dois ou três dias após a queda do coto umbilical.

Deve seguir estes passos:
Lave as mãos antes e depois dos cuidados.
Não use faixas ou pensos fechados.
Mantenha o cordão o mais limpo e seco possível, posicionando-o fora da fralda (dobrar).
Limpe o coto umbilical e a pele adjacente com água. tépida e sabão suave durante o banho e sempre que necessário. Em seguida, deve secar bem com uma compressa.
Limpeza dos órgãos genitais
Rapaz Limpe o pénis lavando gentilmente a pele à superfície. Não force ou tente puxar a pele do prepúcio para trás pois pode magoá-lo.
Rapariga Limpe sempre de frente para trás. Pode afastar os pequenos lábios vaginais para remover sujidade no seu interior. Nos primeiros dias, é comum surgirem pequenas quantidades de sangue ou fluido esbranquiçado na vagina.
Mudança da fralda A prevenção é a melhor forma de evitar o aparecimento de assaduras/eritema da fralda. Quando utiliza fraldas descartáveis e superabsorventes estas conseguem manter a pele do bebé seca após este urinar, mas não no caso de ter uma dejecção, pelo que deve ser substituída o mais brevemente possível. A mudança da fralda deve ser feita da seguinte forma:
Limpe o rabo com água morna ou água de limpeza de bebé, para eliminar resíduos de urina, fezes ou creme.
Utilize toalhetes apenas quando estiver fora de casa (apesar de mais prático).
Deixe secar convenientemente a pele do bebé.
Aplique um creme barreira mas apenas na região do rabo (perianal), de modo a criar uma proteção entre a pele do bebé e as fezes.

A Cereja!

iPad - Foto 2012-09-07 19_29_26


A Cereja!

A cerejeira é originária do Sudoeste da Ásia. Na cultura japonesa, a árvore era associada aos samurais, porque se considerava que a sua vida era tão efémera quanto a da flor de cerejeira. Esta é, alias, considerada uma das flores mais belas do mundo. No Japão, todos os anos se cumpre a tradição de ir ao parque contemplar as cerejeiras na época de florescimento, o que chama milhares de turistas. Também na Índia a flor é considerada sagrada, dizendo-se que traz sorte e abundância.
Mas falando das cerejas propriamente ditas, as cerejas não são apenas deliciosas, estas também são boas para a saúde. As Cerejas são uma excelente fonte de vitaminas e minerais, tais como: Vitamina A, B1, B2, C, Niacina, cálcio, fósforo, ferro, lipídeos e flavonoides.
Aqui estão sete razões para incluí-los em sua dieta:
Anti-inflamatórias: as cerejas ganharam fama como um dos mais poderosos anti-inflamatórios da natureza, o que significa que elas são benéficas por várias razões. Devido às antocianinas das cerejas, os investigadores mostraram a sua eficácia contra os danos dos radicais livres e a inibição das enzimas ciclooxigenase, sendo melhor do que muitos químicos anti-inflamatórios.
Benefícios para a artrite: de acordo com a Arthritis Foundation, beber sumo de cereja misturado com água três vezes por dia pode ser benéfico para pessoas com artrite. Isto devido às suas propriedades anti-inflamatórias.
Saúde do coração: um estudo da Universidade de Michigan descobriu que uma dieta que inclui cerejas reduz todos os fatores de risco para a doença cardíaca, incluindo a inflamação, gordura corporal e colesterol.
Proteção contra o cancro: investigadores descobriram que as cerejas doces ajudam na luta contra o cancro, graças ao seu alto nível de um antioxidante chamado cianidina. A cianidina é um importante eliminador dos radicais livres e também pode promover a diferenciação celular, um processo importante na luta do organismo contra as células cancerosas.
Fonte de Energia: Antocianina também é bom para o cérebro e tem sido comprovado que ajuda a melhorar a memória.
Rico em Betacaroteno: as cerejas são ricas em betacaroteno, que contém 19 vezes mais do que mirtilos ou morangos.
Ajuda no Sono: as cerejas contêm melatonina, uma hormona que regula os ciclos de sono do corpo.
Deixamos ainda algumas dicas:

1

  1. Quando comer cerejas, não desperdice os pedúnculos ou pés. Estes têm imensas potencialidades, sendo muito utilizados em naturopatia. Assim, deixe secar os pés em ambiente seco, à sombra durante cerca de uma semana. Guarde-os depois num pote e utilize-os para fazer chá.
  2. 2
  3. Utilize cerca de 50 gramas de pés de cereja por cada litro de água, deixando ferver por dez minutos. Este chá ajuda a combater infeções urinárias, pedras nos rins e vesicula biliar, ácido úrico e doenças reumáticas. Serve ainda de diurético.
  4. 3
  5. Uma forma de rentabilizar o consumo de frutas é fazer compotas caseiras, mais saudáveis do que as industriais. Além disso poderá saborear as cerejas fora da época, no inverno por exemplo. Procure cerejas mais escuras e doces, de forma a poder reduzir a quantidade de açúcar na receita.
  6. 4
  7. Pode ainda conservar as cerejas em calda, para utilizar em crepes, waffles, ou outras sobremesas, durante o ano inteiro. Pode ainda adicionar a calda de cerejas em pratos de caça, porco e aves. A imaginação é o limite.
  8. 5
  9. As cerejas têm um tempo curto para consumo. Guarde-as no frigorífico sem lavar nem tapar. Deve lavá-las apenas imediatamente antes de as consumir. Nessa altura, retire primeiro os pés e depois coloque-as debaixo da água corrente, para remover todos os vestígios de produtos químicos.


São o snack perfeito para ingerir entre refeições e um aliado para perder peso, pois ajudam a eliminar toxinas e líquidos, têm poucas calorias e contêm fibra que sacia e combate a prisão de ventre.