Reiki

Reiki, o que é?

Reiki

Reiki, o que e porque?
O que é o reiki?
O Reiki é forma de tratamento energético natural que ajuda a resolver vários problemas quer sejam físicos, mentais ou espirituais.
A palavra Reiki é de origem japonesa e significa força vital ou energia vital que vem de vida.

Energia vital, o que é isso?
Dito de uma forma simples, energia vital é uma força que todos nós possuímos, responsável pelo equilíbrio e manutenção da vida, que influência o estado de saúde.
Todos os organismos vivos têm energia à sua volta, as células, os pulmões, o coração, a pernas, tudo no nosso corpo tem energia.
Quando estamos doentes, preocupados, stressados essa energia diminui e não circula de forma normal. Para terem noção quando uma mangueira está dobrada a água corre até ao lugar onde está a dobra e não passa, ou passa em menor quantidade. Quando temos um problema acontece a mesma coisa com a energia da vida. O problema bloqueia a passagem livre da energia pelo nosso corpo.
Outra característica da energia vital é que é uma energia inteligente. O que é que eu quero dizer com isto? Ela sabe onde está em falta e tende a passar de onde há mais para onde há menos.
Acontece algumas vezes, e a maior parte das pessoas desconhece a razão, estar-se a falar com alguém e ficar-se com dor de cabeça ou com sensação de cansaço. Isso acontece porque a outra pessoa tinha menos energia e o corpo dela foi buscá-la a quem ficou cansada ou com dor de cabeça (chamamos a este processo vampirismo energético; este processo não é consciente e nenhuma das pessoas tem culpa, é a energia que automaticamente tende a socorrer quem precisa). Então a outra pessoa recupera os níveis de energia e por vezes até ouvimos dizer: fez-me tão bem falar contigo, ou já me sinto mais leve ou melhor.
Portanto todos os seres vivos têm energia vital. O corpo de uma pessoa quando morre parece nos diferente, ou melhor é o mesmo corpo, mas é diferente porque nada funciona, não tem a energia da vida.

Então o Reiki é essa energia vital que ajuda a restabelecer e harmonizar o corpo. Como é que surgiu o Reiki?
O Reiki, tal como todos os sistemas de tratamento ou de harmonia do corpo, que utilizam a energia desenvolveu-se no Oriente (no que é atualmente o Japão, a China, o Tibete e outros locais). Existem referências da utilização da energia vital como forma de tratamento nos povos mais antigos há milhões de anos, teve vários nomes consoante a civilização, mas a energia e os princípios de aplicação eram os mesmos. Os professores ensinavam as crianças como ter acesso a esta energia e como a utilizar.
Com o desaparecimento de várias civilizações mais evoluidas e com a necessidade da explicação científica acerca de tudo, este ensino foi se perdendo. Não havia conhecimentos para o explicar cientificamente.
Foi um senhor japonês, Mikao Usui, que redescobriu na segunda metade do século XIX, a forma de aceder a esta energia e como a utilizar para ajudar a tratar várias situações. O Sr Mikao Usui interessava-se pelo uso da energia como forma de tratamento e ainda jovem aprendeu a usar a sua própria energia para tratar pessoas. Mas ao doar a sua própria energia, ficava muito cansado e por vezes após tratar os outros ficava ele com dores. Então o que ele queria, era descobrir a forma de utilizar uma energia de tratamento que não fosse a dele.
Ao longo da sua vida foi estudando vários assuntos, inclusive medicina e formas de desenvolvimento pessoal. Já adulto, após um período difícil na sua vida, o Sr Usui converteu-se ao budismo e tornou se monge. Depois de um período de 21 dias em jejum, a orar e meditar recebeu a energia vital. A energia que ele poderia utilizar para ajudar a curar se a ele próprio e a outras pessoas sem ficar cansado nem com dores, porque já não estaria a utilizar a sua energia.

Como é que o Reiki chegou a Portugal?
Este senhor, Mikao Usui continuou a viajar por vários países e foi dando a conhecer o reiki e ensinando-o e aos poucos começou a ser utilizado por todo o mundo.

Como é que as pessoas podem usufruir do Reiki?
De duas formas, ou por intermédio de um terapeuta de Reiki ou diretamente através delas próprias se fizerem uma iniciação em Reiki com um Mestre e Professor de Reiki.

O que é um Mestre de Reiki?
Mestre de Reiki é o reikiano que atingiu o nível mais elevado de energia de cura Reiki. É o professor, só ele pode formar reikianos.

O reiki é uma forma de tratamento, em que o reikiano coloca as mãos sobre o corpo da pessoa para transmitir energia. Mas o ato de pormos as mãos sobre uma zona dolorosa não é especifica do Reiki, já nasce connosco.
De fato, quando sentimos dor ou desconforto nalguma região do nosso corpo temos tendência a tocar nessa zona. E é um gesto que ensinamos desde tenra idade às crianças. Quando uma criança se magoa acariciamos ou damos um beijo na zona da dor e a criança tende a ficar mais calma. Até os animais quando têm uma ferida lambem a zona da ferida. Se formos a ver lamber também pode ser considerado uma forma de tocar. Tocar e acariciar são gestos que nascem connosco. O toque humano transmite calor, serenidade, carinho e amor.

Diga-nos, então qual é a diferença entre o toque do Reikiano e o de outra pessoa que não seja reikiana.
O reikiano pode transmitir através das mãos tudo o que pode transmitir qualquer pessoa não reikiana ao tocar em alguém. Repito: calor, serenidade, carinho, amor a sua própria energia; mas além disto o reikiano também transmite energia de cura ou energia vital, sem interferir com a energia do terapeuta.
O reikiano funciona como um canal, ou uma mangueira que está ligada à energia vital. Essa energia passa pelo reikiano como passaria a água pela mangueira em direção ao corpo das pessoas.

Como é que funciona o Reiki no nosso corpo?
O corpo humano tem a capacidade natural de limpeza, de purificação e tem também o poder de curar. A febre, por exemplo, é uma forma de defesa natural do nosso corpo. A temperatura do corpo aumenta para matar as bactérias, os vírus que nos fazem mal. O Reiki ajuda-nos a aumentar essa nossa capacidade natural de limpeza e de cura, porque faz com que os níveis de energia voltem à normalidade. A pessoa que recebe o Reiki relaxa, o seu sangue circula melhor o que faz com que o corpo esteja melhor alimentado e oxigenado. Desta forma o corpo e a mente atingem um estado de relaxamento profundo e bem-estar, facilitando a cura.

Que tipos de situações podem ser tratadas com Reiki?
O Reiki pode ser utilizado para aliviar qualquer tipo de dor, para acalmar, aliviar o stress, no controle da ansiedade, para promover tranquilidade e paz, para minimizar os efeitos da quimioterapia em pacientes com cancro, para controlar insónias, no tratamento de crianças hiperativas e em muitas outras situações.
Eu utilizo-o como complemento do tratamento de todos os meus pacientes. Sei que me ajuda muito a conseguir bons resultados.


Quem é que pode receber a Terapia Reiki?
Todas as pessoas, desde o bebé ao idoso. Todos podem receber energia Reiki.

Existe algum ensinamento, algum principio do Reiki que todos possamos usar para melhorar a nossa vida, independentemente de sermos reikianos ou não?
Sim. O Reiki é também um sistema de auto ajuda que se baseia em 5 princípios básicos, sobre os quais todos (quer sejamos reikianos ou não) podemos e devemos refletir, e que ao serem praticados tornam a nosso dia a dia bem melhor.
Esses princípios são os seguintes:
Só por hoje, não me preocupo
Só por hoje, não me irrito nem critico
Só por hoje, agradeço as minhas bênçãos e sou humilde
Só por hoje, ganho a vida honestamente
Só por hoje, sou gentil e amável com todos os seres vivos.


Conseguir praticar isto era muito bom. Mas nem sempre as circunstâncias da vida o permitem.
Pois, tem razão. Mas também sei e sabemos que muitas vezes somos nós próprios que criamos os problemas, que lhe damos mais importância do que realmente têm, que sofremos por antecedência, que complicamos a vida, que não somos honestos connosco próprios nem com os outros. Estes princípios dizem-nos duas coisas “Ama-te” e “Ama os outros”. Jesus disse nos “Ama o próximo como a ti mesmo”.
O provérbio popular “Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti” vai também de encontro a estes princípios.
A maior parte dos nossos dias só dependem do que nós queremos e ao que damos importância. E só quando estamos bem connosco próprios podemos estar bem com os outros e com o mundo. Ao não permitirmos preocuparmo-nos mais do que o necessário, não nos irritarmos, agradecer tudo de bom que temos na nossa vida, e se olharmos com atenção é muito mais do que o que temos de menos bom ou mau. Ao sorrirmos... Tudo isto nos leva a encarar a vida com outra disposição, com mais alegria e felicidade. Seguir estes princípios é uma opção nossa.

Costuma fazer tratamentos de Reiki a pacientes com cancro?
Sim. Dito por palavras deles, vêm à procura de bem-estar, conforto, harmonia interior e paz. Dizem também que o reiki os ajuda a aguentar melhor os efeitos secundários da quimioterapia, como náuseas e vómitos e que se sentem mais relaxados.
Já existem estudos científicos que comprovam que o reiki ajuda o corpo a desintoxicar após a quimioterapia.
O reiki também ajuda a aceitar a doença, ficando o paciente mais calmo. O nervosismo não ajuda a recuperação. A serenidade é melhor aliada na luta contra o cancro do que a agitação, a fúria ou os estados depressivos.

Mas o reiki substitui os tratamentos médicos?
Não, de maneira nenhuma. O objetivo do reiki não é substituir nenhum tratamento médico nem em pacientes com cancro, nem em nenhuma outra situação. O reiki funciona como um complemento do tratamento médico.

O Reiki é disponibilizado pelo serviço de nacional de sáude?
Não. É uma terapia que se faz particularmente ou disponibilizada por algumas associações aos seus associados.
Mas é disponibilizado em algumas unidades de alguns serviços públicos, como na oncologia do Hospital de São João no Porto. A administração autorizou a aplicação da terapia reiki aos doentes oncológicos em ambulatório. Só quem acompanha de perto estas pessoas consegue imaginar o seu sofrimento, e se podermos fazer alguma coisa para minimizar esse sofrimento devemos fazê-lo. Bem hajam estes senhores ao terem autorizado este projeto que tem sido muito positivo para os pacientes. E bem hajam os enfermeiros do São João com formação em reiki que voluntariamente disponibilizam o seu tempo pessoal para ajudar essas pessoas.
Volto a referir, porque é importante que algumas associações de apoio a doentes com cancro disponibilizam gratuitamente sessões de reiki aos seus associados. Se precisarem procurem a ajuda das associações.

Porque é que a administração do Hospital de São João teve esta iniciativa?
A iniciativa surgiu após uma enfermeira ter realizado uma investigação onde demonstrou os benefícios do reiki em pacientes com leucemia e linfoma que estavam a ser acompanhados lá no hospital.

Enviar Reiki à distância? Isto é algum tipo de magia?
Não. Não existe magia, nem nada de sobrenatural na aplicação do Reiki. Reiki é a energia da vida e quando o corpo ou a mente não estão bem essa energia diminui. O Reiki tem a capacidade de restabelecer essa energia.
Talvez se possa entender a eficácia do Reiki à distância com este pequeno exemplo. Já me aconteceram várias situações similares e certa que a muitas outras pessoas também. Vou contar uma que me aconteceu há pouco tempo. Estava a trabalhar e ia ter uma reunião e apeteceu-me comer um doce. Peguei no telemóvel e enviei uma mensagem para passarem na pastelaria e me trazerem qualquer coisa. Estava praticamente eu a terminar de enviar a mensagem e a pessoa a chegar. Pensei, deveria ter enviado a mensagem mais cedo.
Nisto lá vejo eu um saco da pastelaria com uma coisinha para mim. Portanto, há coisas assim, que simplesmente não as conseguimos ver e muitas vezes justificar, mas aconteceu me como muitas mais e se pensarem bem em algum momento das vossas vidas já alguém “adivinhou” alguma necessidade, ou esteve presente por acaso num determinado momento em que precisavam. Talvez seja também por um processo semelhante a este que consegue enviar o Reiki à distância.